Inovação e tecnologia: entenda como funcionam as próteses de silicone com microchip

O mercado de cirurgia plástica tem buscado formas de evoluir com seus produtos, desde que as próteses de silicone de gel coesivo se tornaram as mais seguras para as mulheres, apresentando menores complicações de contratura capsular (endurecimento do revestimento feito pelo corpo em torno da prótese).

As técnicas de implante de silicone, por sua vez, também não ficaram atrás em evolução, tendo se tornado menos invasivas e com cicatrizes cada vez menores e menos perceptíveis nas aréolas e partes inferiores das mamas.

Todas essas coisas, por mais comuns que pareçam, têm auxiliado um novo processo dentro do mercado de cirurgia plástica: o silicone com tecnologia. Entenda como a tecnologia tem auxiliado a mamoplastia e o que está chegando no Brasil!

Tecnologia no implante de silicone

Nos últimos anos pra cá, o mercado de cirurgia plástica trouxe ao implante o auxílio de uma minicâmara, colocada nos cortes feitos nas axilas, que permite que o médico veja com mais precisão a área operada e sua distância, possibilitando que a cirurgia tenha mais sucesso e fique colocada em uma área menos superficial dos seios.

Outro aspecto importante que essa nova tecnologia no implante de silicone trouxe foi a capacidade de as cicatrizes ficarem mais distantes de onde eram colocadas as próteses de silicone, o que possibilitou mais conforto para a mulher, podendo ficar mais livre para movimentar os braços, no período pós-operatório.

Próteses de silicone com microchip

Além da renovação no modo como é feita a cirurgia de mamoplastia de aumento, as próprias próteses de silicone também estão contanto com o auxílio da tecnologia em seu material, com as “próteses inteligentes”.
As “próteses inteligentes” contam com um microchip que concentra todas as informações do implante de silicone e que podem ser acessadas em qualquer momento pelo cirurgião plástico através de um leitor especial.

As próteses de silicone com microchip possibilitam que o médico saiba informações relevantes sobre o implante mamário como:

– Tamanho
– Número de série
– Formato
– Volume
– Data de lote
– Data de fabricação e validade

O produto é considerado uma inovação no mercado de cirurgias plásticas por fazer com que o cirurgião plástico tenha mais segurança sobre o produto que está analisando. Caso ocorram possíveis alterações e novas cirurgias plásticas nos seios, o profissional terá mais ferramentas para tomar a decisão adequada, sem que para isso ele precise expor a sua paciente.

Futuramente, as próteses de silicone com microchip possibilitarão o monitoramento de temperatura e pressão de cada prótese, evitando riscos de ruptura, rejeições, inflamações e infecções que, por menores que sejam, ainda podem ocorrer na cirurgia plástica.

Tem novidade por aí

As próteses de silicone com microchip (já populares na Europa e em alguns países da América Latina) agora também podem ser encontradas no Brasil pela Motiva Implantes, que está trazendo essa inovação para o mercado de cirurgia plástica do País. A comercialização está prevista para o começo do ano que vem.

Aguardem e sigam a Motiva nas redes sociais para acompanhar esta novidade!

Fontes: Terra / Minha Vida

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *