Fast-Track Recovery: uma técnica rápida de recuperação da mamoplastia

Programar-se para realizar uma cirurgia plástica nem sempre é uma tarefa fácil para todos. Além dos exames, da data do procedimento há, dentro do processo, o período de cuidados específicos pós-operatórios que, dependendo do tipo de procedimento e do estado de saúde da paciente, pode se prolongar por vários meses.

Porém, uma abordagem conhecida como Fast-Track Recovery promete mudar a realidade do período pós-operatório, sobretudo em uma das cirurgias plásticas mais procuradas: a mamoplastia.

Confira na nossa postagem de hoje, o que é, como funciona e seus benefícios.

O que é Fast-Track Recovery?

Fast-Track Recovery é uma técnica de cirurgia que permite a “recuperação rápida” – como a tradução da expressão diz, dando a opção de a paciente ser operada de manhã e ser liberada para ir para casa à noite.

Ela é utilizada em outros procedimentos cirúrgicos, mas tem sido, nos últimos anos, bastante empregada em mamoplastias, auxiliado pacientes a terem uma recuperação mais rápida no pós-operatório.

Como funciona?

A técnica funciona na utilização da anestesia de uma forma diferente, sem que a paciente acorde com dores, causando menos traumas ao seu corpo. A paciente pode ser liberada no mesmo dia da mamoplastia, após 4 a 5 horas do implante mamário.

Já no dia seguinte, é possível retomar a maior parte dos movimentos dos braços e afazeres do dia a dia, até mesmo certos tipos de trabalho que não agreguem muito esforço físico ou nos quais seja possível realizar algumas pausas durante o dia.

Isto é possível porque, com o auxílio do Fast Track Recovery, o cirurgião plástico pode ajudar a paciente a realizar exercícios para orientar corretamente a movimentação dos braços, ainda no hospital.

Ressalvas

Há alguns cuidados diante desta técnica, embora ela facilite o pós-operatório de uma forma mais rápida; é importante lembrar:

– A paciente deve continuar realizando exercícios de movimentação diariamente;
– Retomar a rotina de trabalho aos poucos – estimativa de 3 dias depois da mamoplastia;
– Não se expor ao sol para realizar suas atividades por um período de 3 meses.

Afinal, esta técnica gera resultados?

A técnica não é nova e é feita em outros procedimentos cirúrgicos, embora seja utilizada na cirurgia plástica há poucos anos, trazendo benefícios no pós-operatório da paciente.

Conforme artigo publicado na revista científica The Annals of Thoracic Surgery, sobre a abordagem do Fast-Track Recovery para pacientes submetidos a operações do coração, os especialistas apontam que a técnica, de uma maneira geral, promove benefícios aos pacientes no período pós-operatório.

Segundo dados da pesquisa, em um grupo de 280 pacientes submetidos ao Fast-Track Recovery em cirurgia, o tempo médio de cuidados e repouso se reduziu em aproximadamente 7h, e a permanência de dias em repouso em 1 dia e meio.

Para realizar esta técnica na mamoplastia, é preciso, antes da cirurgia, que o cirurgião plástico aponte se haverá benefícios do uso da técnica no pós-operatório da paciente, ou se não haverá diferenças em relação ao período de repouso comum. Tudo dependerá do estado de saúde e do estilo de vida da paciente.

Siga a Motiva nas redes sociais e acompanhe as melhores dicas sobre cirurgia plástica!

Fontes: Blog Social Uol / The Annals of Thoracic Surgery

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *