Métodos para para remover tatuagem: como funcionam e onde fazer?

Fez uma tatuagem e se arrependeu, ou até gostava do desenho mas simplesmente enjoou? O arrependimento de deixar uma imagem no corpo na qual você não se identifica pode parecer desesperador, mas saiba que há vários tipos de procedimentos para remover a tatuagem indesejada.

Atualmente, o método mais comum para a remoção de tatuagens é a aplicação de laser na pele. Existem aparelhos específicos que emitem laser nas áreas tatuadas da pele, com potência específica para destruir o pigmento e causar o mínimo de dano na pele em volta. Basicamente, esses aparelhos produzem a fragmentação dos pigmentos que foram injetados na pele para produzir a tatuagem, estimulando a destruição dos mesmos pelo próprio organismo.

Este método é bastante eficiente para tatuagens de pigmento preto, cuja remoção é mais simples e requer menos sessões de laser. Pigmentos de outras cores, como vermelho, amarelo e verde, são mais difíceis de serem removidos, necessitando de mais sessões. A cor da pele também influencia na facilidade de remoção. Quanto mais clara a pele, melhor será a ação do laser.

A remoção por laser é um procedimento ambulatorial, podendo ser feita com uso de cremes anestésicos na região a ser tratada, ou com injeção de anestésicos locais, não necessitando de internação hospitalar, em geral. Habitualmente, são necessárias pelo menos 10 sessões de laser para a remoção das tatuagens pretas, e mais sessões para a remoção das tatuagens de outros pigmentos.

O tratamento por laser deve ser feito por médico qualificado, a fim de diminuir a possibilidade de complicações indesejadas, como cicatrizes inestéticas e queimaduras nas áreas tratadas, que são riscos inerentes a esse tipo de tratamento. Existe, também, a possibilidade de as áreas tatuadas permanecerem com diferenças de coloração em relação à pele em volta (mais claras ou mais escuras) ao fim do tratamento.

Para casos de tatuagens menores e em áreas com sobra de pele, pode ser feita uma cirurgia plástica para remoção da tatuagem, que consiste na retirada da pele tatuada seguida de sutura para deixar uma cicatriz a mais estética possível. Por se tratar de uma cirurgia, deve ser feita com cirurgião plástico habilitado. A cirurgia para remoção de tatuagens necessita de um grau maior de anestesia, podendo necessitar de anestesia local associada a sedação ou anestesia geral, sendo obrigatória a sua realização em um ambiente cirúrgico adequado e licenciado.

Caso não haja sobra de pele suficiente na área tatuada, e o paciente mesmo assim deseje a retirada cirúrgica da tatuagem, pode ser necessária a realização de duas ou mais cirurgias para expandir a pele do paciente antes da cirurgia definitiva de remoção da tatuagem.

Por se tratar de uma cirurgia, é importante ressaltar que o paciente deve estar orientado a respeito das possíveis complicações inerentes ao procedimento, como abertura dos pontos no pós-operatório (a chamada deiscência de sutura), infecções, alargamento da cicatriz e problemas de cicatrização, como queloides nas áreas operadas. Por isso, é importante seguir atentamente as recomendações pós-operatórias do cirurgião, a fim de minimizar as chances de complicações.

Cuidados após a cirurgia

A cirurgia plástica para remoção de tatuagem pode ser, muitas vezes, mais delicada do que parece, sendo necessário realizar alguns cuidados após a cirurgia, como:

• Repouso na primeira semana pós-operatória.
• Evitar esforços e atividades físicas, neste mesmo período.
• Realizar hidratação na pele com cremes específicos.
• Evitar exposição ao sol na área operada.
• Evitar alimentação pesada – como frituras – e bebidas alcoólicas na primeira semana de pós-operatório.

Como descobrir o profissional ideal?

Para descobrir o profissional ideal para remover a tatuagem é necessário realizar uma primeira avaliação médica com um dermatologista, que poderá detalhar o tipo de pele, o tamanho da tatuagem e sua coloração – se é colorida ou preta, para que seja possível indicar o procedimento mais adequado para o paciente e o profissional ideal para solucionar o problema.

Siga a Motiva nas redes sociais e acompanhe as melhores notícias sobre cirurgia plástica!

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *