De olho na saúde: os principais cuidados para cirurgia plástica no verão

Em certas épocas do ano, como o verão, o cuidado com o corpo e com a autoestima se tornam essenciais para o bem-estar e para se expor ao sol com mais segurança, fazendo com que muitas pessoas optem pela busca de uma cirurgia plástica.

Implante de silicone, lipoaspiração e gluteoplastia estão entre os procedimentos mais buscados nesta época do ano. Porém, o verão requer cuidados redobrados quando o assunto é cirurgia plástica, devido à maior probabilidade de queimaduras solares, manchas na pele e brotoejas de sol, além do fato de a exposição solar intensa sem proteção adequada aumentar o risco de desenvolvimento de câncer de pele, inclusive o melanoma, que é o mais perigoso de todos. Também se deve tomar cuidado com infecções por fungos (micoses), que aparecem mais comumente no verão devido ao contato maior com piscinas e praias, já que os fungos crescem mais facilmente nas áreas mais úmidas do corpo.

Saiba quais são estes cuidados e por quais motivos eles são importantes para realizar uma cirurgia plástica no verão com segurança e obter um resultado satisfatório.

1. Proteger a pele à base de cremes e protetores solares

A proteção solar, tanto corporal quanto do rosto, é importante para proteger a pele de tumores benignos e malignos, assim como é importante para evitar cicatrizes visíveis, após a cirurgia plástica.

Para se proteger no verão é importante utilizar cremes hidratantes de acordo com cada tipo de pele e também protetores solares, com fator adequado a cada corpo. Os melhores protetores solares são os que apresentam fator protetor de, no mínimo, 30. Os protetores solares devem ser aplicados no corpo e rosto pelo menos 30 minutos antes de entrar na água, para permitir a secagem completa do protetor, devendo ser reaplicados após 30 minutos de permanência na água. Mesmo para quem não irá se banhar, é importante reaplicar o protetor a cada duas horas de exposição solar, para manter sua eficiência.

Para pessoas de pele oleosa, o melhor é apostar nos protetores solares do tipo “oil free”, que são menos gordurosos e evitam que os poros da pele fiquem bloqueados, o que pode causar o surgimento de cravos e espinhas.

Também é prudente evitar exposição solar no período entre 10h e 16h, que é quando os raios solares são mais prejudiciais à pele. E quanto mais claro o tom de pele da pessoa, maiores devem ser os cuidados com a exposição solar e a aplicação de filtro solar.

Vale lembrar que roupas, chapéus, bonés e óculos escuros também ajudam na proteção solar, embora não sejam suficientes, devendo sempre ser utilizado protetor solar. O ideal é também realizar acompanhamento periódico da saúde da sua pele com dermatologista.

2. Pós-operatório com cuidados redobrados

Outro cuidado importante para cirurgia plástica no verão é ter cuidado redobrado no período pós-operatório, de acordo com o procedimento realizado. Soma-se a estes cuidados:

– Não se expor ao sol nas primeiras semanas após a cirurgia, especialmente enquanto houver áreas arroxeadas na pele, para evitar futuras manchas na pele.
– Evitar contato com piscinas, água do mar e areia nas primeiras semanas de pós-operatório para não correr risco de contaminação e não prejudicar a cicatrização das áreas operadas.
– Evitar alimentos gordurosos.
– Manter o corpo hidratado, ingerindo bastante água e líquidos leves.
– Manter uma alimentação balanceada.
– Não retirar curativos pós-cirúrgicos sem orientação do seu cirurgião.
– Evitar posições desconfortáveis ou que possam alterar o resultado da cirurgia, conforme orientações pós-operatórias do cirurgião.

3. Cuidado com promoções tentadoras

Se aumenta a procura de cirurgias plásticas no verão, aumentam também algumas promoções duvidosas que podem ser encontradas na internet. A orientação dos cirurgiões plásticos sérios é que estes tipos de anúncios sejam evitados a todo custo, por mais tentadores que pareçam.

Lembre-se que toda cirurgia plástica é uma operação e requer que um profissional esteja preparado para realizá-la, e também para prestar os devidos cuidados à paciente, caso ocorra alguma complicação eventual.

Para evitar este tipo de problema, busque referências, tanto do hospital como do cirurgião plástico que realizará a sua cirurgia plástica, no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, verificando seu devido cadastro.

Siga a Motiva nas redes sociais e acompanhe as melhores notícias sobre cirurgia plástica!

Fontes: Minha Vida / SBCP

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *